Só me restou a solidão

Depois que você partiu
Sem dizer se iria voltar
Tudo que me restou
Foi este vazio no peito
E esta falta de sentido no olhar
Não existe mais paisagens
Tudo é tão escuro
E sem sentido para contemplar
Não tenho mais vontade
Muito menos emoção
Tudo que me restou
Foi sua ausência e a loucura
Desta terrível solidão
Quando você chegou
As coisas estavam normais
Sem sentido, eu apenas vivia
Sem querer algo a mais
Mas você entrou em minha vida
E notei que havia tanta coisa
Para ser vivida
Que acabei me entregando de corpo e alma
E fiz de meus dias, seus dias
Fiz de meu ar, sua própria existência
Pois você colocou meu mundo de pernas para o ar
Um desejo de viver e correr
Como nunca havia sentido
Você me deu uma razão
E fez perceber que ainda tinha coração
Mas, inesperadamente, decidiu partir
Sem qualquer explicação
Sem qualquer razão
Me presenteando com a dúvida
Com a falta de explicação
E com essa terrível solidão
Que parece me consumir
Me fazendo até mesmo
Arrepender por existir…

Compartilhe

Deixe um comentário