Ame como se fosse o último dia

Hoje em dia tudo parece funcionar mais rápido
Até mesmo o sol costuma ir descansar mais cedo
A noite chega escurecendo o céu antes limpido
Como o esquecimento de algum enredo…

O que foi, em um segundo, se torna passado
Como algo criado hoje e amanhã já é ultrapassado
Os dias não possuem pernas mas voam
Cortam ares da terra que a humanidade povoam

E devido a correria e quantidade de informação
Tentamos focar apenas uma pequena direção
Sem perceber que ao lado outra vida caminha
Como o voo solitário de uma andorinha…

E, nesta louca correria de astros celestes
Não sabemos até quando estaremos presentes
De pé na costra terrestre, vendo a vida passando

Lentamente como um pássaro voando, breve
Como o dia que se dissipa no canto da cotovia
Por isso, ame como se fosse o último dia

Pois tudo que precisamos para partir é estar aqui…

Compartilhe

Deixe um comentário