Home > Quadrinhos > Marvel > Luke Cage – Biografia e origem do herói de aluguel da Marvel

Luke Cage – Biografia e origem do herói de aluguel da Marvel

Luke Cage, tudo sobre a história e concepção do herói de aluguel da Marvel. Sua origem, biografia, série, inimigos, fraquezas e poderes.

Carl Lucas, nome de batismo do nosso herói, passou por diversas transformações até possuir as características do Luke Cage que conhecemos hoje. Acompanhe-nos nesta trajetória e aproveite para conhecer um pouco mais sobre Luke Cage.

Carl Lucas nasceu e foi criado no Harlem em Nova York e passou sua juventude com uma gangue conhecida como os Bloods. Juntamente com seu amigo Willis Stryker, enfrentavam regularmente uma gangue rival chamada os Diablos e também cometiam pequenos crimes em nome do criminoso Sonny “Hammer” Caputo. Nesta época Carl Lucas, como ainda era conhecido, sonhava em se tornar um grande criminoso de Nova York e só desistiu da empreitada quando percebeu que seus atos machucavam sua família. Willis, por sua vez, seguiu seu caminho junto aos Bloods e apesar de estarem em caminhos opostos Carl Willis continuaram amigos.

A Penitenciária Seagate e o nascimento de Luke Cage

A vida criminosa de Willis Stryker começou a se complicar quando suas ações foram de encontro com a MaggiaStryker quase perdeu a vida em um ataque da máfia sendo salvo por Carl.

Este evento teria grandes consequências na vida de todos, pois levou Reva Connors, namorada de Willis, a se aproximar de Carl Lucas  e a se separar de Stryker por temer suas atividades criminosas. É claro que Stryker não aceitou a situação e como vingança fez com que Carl Lucas fosse incriminado ao plantar heroína em seu apartamento.

Carl foi para prisão da Georgia e perdeu o contato com sua família, pois seu irmão James Jr. interceptava suas cartas o que o levou a acreditar que seu pai estivesse morto. Carl foi tomado pelo ódio, graças ao seu isolamento e a traição de Stryker e isto fez com que se envolvesse frequentemente em brigas e em tentativas frustradas de fuga. Este comportamento forçou sua transferência para Penitenciária Seagate.

Em Seagate Carl se tornou o alvo predileto do guarda Albert “Billy Bob” Rackham e depois de sofrer por um tempo foi recrutado pelo Dr. Noah Burnstein como voluntário para testes experimentais de regeneração celular que aceitou na esperança de ter sua pena reduzida.

Baseado em uma variante não testada do procedimento do Super-Soldado  que deu origem ao Capitão América, Carl foi mergulhado no composto orgânico eletricamente carregado. Durante o experimento Dr. Noah, que já havia ajudado no desenvolvimento do assassino Warhawk, se ausentou do laboratório. Aproveitando a situação o guarda Rackham, ao ver Carl sozinho no laboratório, vislumbrou a possibilidade de dar fim a sua vida e destruiu todos os controles do experimento. No entanto, isto fez com que o tratamento fosse acelerado dando início a uma incrível metamorfose que lhe concedeu invulnerabilidade e força sobre-humana.

Carl Lucas usou estes novos poderes para escapar de Seagate e voltar para Nova York. Nascia então Luke Cage.

Luke Cage o herói de aluguel (Hero for Hire)

Luke Cage
Luke Cage

Inspirado pelo crescimento de super-heróis na cidade, Carl Lucas adotou o nome Luke Cage e uma notável fantasia de artista de fuga, dando início a uma carreira de “Herói de Aluguel” e ajudando qualquer um que pudesse pagar seu preço. Luke Cage abriu um escritório na Times Square e seguia sua vida combatendo criminosos comuns por alguns trocados.

Nova York estava se tornando o centro de vilões superpoderosos e sem esperar o passado de Cage voltaria a assombrá-lo. Seu antigo amigo Willis Stryker havia sido totalmente corrompido pelo poder e tornou-se um dos agentes da Maggia conhecido como Cascavel. Após travarem uma dura batalha Stryker acabou morrendo e Luke Cage revoltado com o destino do antigo amigo prometeu livrar a cidade dos crimes.

O problema é que Luke Cage não possuía muitas semelhanças com os outros heróis de Nova York e por vezes acabava sendo contratado por pessoas com más intenções. Algumas destas missões inusitadas  fizeram com que ele se aproximasse de outros heróis como quando não conseguiu receber pagamento do Dr. Destino e acabou se aproximando do Quarteto Fantástico ou quando havia sido contratado por J. Jonah Jameson para capturar o Homem-Aranha e no final acabou simpatizando com o Spider. Estas aproximações levaram Cage a seguir o exemplo de seus novos amigos e a adotar o codinome Poderoso (Power Man).

Na sequência passou a fazer parceria com a inconstante super equipe conhecida como Defensores, enquanto enfrentava a superforte Gangue da Demolição e os subversivos Filhos da Serpente. Luke Cage também atuou brevemente como substituto do Coisa no Quarteto Fantástico, antes de conquistar sua própria galeria de vilões, incluindo os gângsteres Dantrell “Barata” Hamilton e Ray “Piranha” Jones, os rivais do crime Barão e Grande Irmão e Zzzax, o Dínamo Vivo.

Financiado pelo herói milionário Falcão Noturno, Luke passou a receber um salário fixo por suas atividades nos Defensores e, por um tempo, serviu como um dos participantes principais ao lado de membros como Doutor EstranhoHulkValquíriaFalcão Noturno Guardiã Vermelha. Juntos venceram ameaças como os Cabeças Nebulonos Emissários do Mal do Cabeça-de-Ovo e o Rajá Vermelho, mas Luke Cage sentia-se deslocado nesse meio bizarro e acabou se demitindo.

Luke Cage e Punho de Ferro – Uma nova parceria

Após se demitir dos Defensores e voltar a atuar sozinho, John Bushmaster chantageou Cage ao sequestrar a detetive Misty Knight. As ações de Cage o levaram a combater o guarda-costas e namorado de Misty, o lutador de artes marciais Danny RandPunho de Ferro. Danny ajudou Luke a derrotar Bushmaster e esta aproximação acabou por originar uma nova dupla de heróis Poderoso Punho de Ferro: Heróis de Aluguel.

Apesar de possuírem poucas coisas em comum os novos Heróis de Aluguel compartilhavam sua natureza de excluídos e tornaram-se grandes amigos. A dupla obteve grande sucesso, ganhando reconhecimento mundial e combatendo um número enorme de criminosos, incluindo o gênio Nightshade, o senhor do crime internacional MontenegroDente-de-SabreWarhawk, e o traficante Goldeneye.

Como Poderoso Punho de Ferro, eles atuaram ocasionalmente ao lado de outros heróis como Homem-AranhaDemolidorCavaleiro da Lua, mas raramente participaram de crises em larga escala vividas por equipes como o Quarteto Fantástico  e os Vingadores. Apesar disso, ambos também viveram aventuras extraterrestres e extradimensionais que não tiveram grande apelo para alguém tão “pé no chão” como Cage, mas que deram ao seu parceiro um sentimento de importância maior no Universo.

Voltando a atuar sozinho e o casamento com Jéssica Jones – As voltas na vida de Luke Cage

Luke Cage foi incriminado pelo assassinato do Punho de Ferro após este ter sua morte encenada no testamento do inimigo Mestre Khan. Cage foi obrigado a se esconder e fugiu para Chicago, sendo inocentado apenas quando Punho de Ferro reapareceu vivo.

Precisando se distanciar de tudo isto, Cage deixou de atuar como Poderoso e começou a trabalhar com roupas normais apenas como Luke Cage – Herói de Aluguel.

Com a ajuda da detetive Dakota North, Cage tentou localizar seu irmão James, mas este ainda estava rancoroso e acabou escapando. James havia sido recrutado pela organização criminosa chamada de Corporação, cujo cientista Dr. Karl Malus o transformou no super-humano Coldfire. Com esta nova identidade ele esperava ser páreo para Cage.

Embora James trabalhasse para Corporação por vontade própria, Maulus mantinha seu pai como prisioneiro como uma “segurança extra”. Quando Luke descobriu que a Corporação mantinha sua família como refém, ele invadiu seu quartel-general e enfrentou Coldfire. Os dois irmãos, entretanto, acabaram unindo forças para resgatar seu pai das mãos de Malus antes que Coldfire se sacrificasse para destruir a instalação na esperança de que ela não corrompesse mais nenhum jovem.

Luke voltou para Nova York e sentindo que seu coração não estava mais no meio de super-heróis se aposentou e entrou para o mundo dos negócios como coproprietário do Gem Theatre e só voltou a lutar quando o vilão Mestre destruiu o Gem obrigando-o a se juntar aos Heróis de Aluguel para derrotar o inimigo. Luke permaneceria no grupo por um tempo a agência dos heróis de aluguel ser comprada pela corporação Stark.

Cage tentou voltar as origens como Herói de Aluguel, mas percebeu que mesmo com sua fama internacional ele já estava quase esquecido nas ruas. Decidiu então investir seu dinheiro em um bar e após uma noite de bebedeira com Jéssica Jones começou a sair com ela.

Os dois começaram a namorar e para surpresa de ambos Jéssica engravidou, com esta notícia começaram a morar juntos e Jéssica Jones voltou a trabalhar no Clarim Diário.

Nasce um novo vingador – Luke Cage

A história de Luke Cage não acabou com seu casamento, alias novíssimas aventuras o aguardavam.

Quando o supervilão Electro tentou libertar criminosos da Balsa (prisão de segurança máxima da Ilha Riker), Cage  ajudou a conter a situação e seu desempenho apontou Luke como um dos membros da equipe de Novos Vingadores.

Luke Cage  aceitou o convite e pouco tempo depois Jessica deu à luz a Danielle (que recebeu este nome em homenagem ao seu padrinho Danny Rand). O casal oficializou sua união em uma cerimônia realizada diante de seus aliados super-heróis.

Durante os eventos da chamada Guerra Civil, Luke Cage  enviou sua família para o Canadá para evitar sua captura. Embora forças da S.H.I.E.L.D. tenham tentado impedí-lo quando a Lei de Registro de Super-humanos entrou em vigor Cage conseguiu chegar até os aliados do Capitão América  e se uniu aos Vingadores Secretos, servindo como um dedicado membro da equipe até que o Capitão se rendeu às autoridades. Após o assassinato do  Capitão América, Cage se uniu ao Punho de FerroHomem-Aranha, Mulher-Aranha, Wolverine  e o Dr. Estranho para uma nova formação dos Novos Vingadores.

Essa nova equipe descobriu indícios de corrupção na S.H.I.E.L.D. e na HIDRA, determinando conexões entre cada organização e os eventos da Guerra Civil. Outra descoberta importante da equipe foi que Elektra, a líder do Tentáculo, era de fato, uma impostora Skrull. A desconfiança entre os heróis teve início e muitos dos Vingadores começaram a suspeitar da identidade uns dos outros. A tensão entre Luke e Jéssica piorou e ela partiu com Danielle, em concordância com as novas regras restritivas da Lei de Registro de Super-Humanos.

Luke Cage – O rapto de sua filha e os Thunderbolts

Os Heróis Mais Poderosos da Terra se deram conta de que os Skrulls tinham infiltrado agentes em pontos estratégicos específicos para tentar controlar secretamente o planeta. Durante a batalha final entre os invasores alienígenas e membros de várias equipes dos Vingadores, Jéssica pediu desculpas a Luke e se juntou a batalha.

Enquanto os alienígenas se rendiam o casal descobriu que um Skrull havia raptado Danielle. O novo Capitão AméricaBucky Barnes, organizou uma busca que contou com a ajuda do Quarteto Fantástico e dos antigos membros dos Heróis de Aluguel.

Desesperado Cage pediu ajuda a Norman Osborn  que rapidamente encontrou a bebê. Quando Mercenário, o capanga de Osborn, matou o Skrull responsável, Cage pegou sua filha e partiu.

Após os eventos do Cerco, Tony Stark vendeu a Cage Mansão dos Vingadores por um dólar, como uma maneira de reparação por parte do herói. Assim Cage formou sua própria equipe independente de Vingadores. Ele, Jéssica, Danny e vários outros heróis se mudaram para a mansão e lá se instalaram.

Capitão América pediu a Luke que liderasse uma nova equipe de heróis reabilitados, os Thunderbolts, na esperança de que eles se espelhassem na transformação do valentão Herói de Aluguel em um dos Heróis Mais Poderosos da Terra.

Após eventos ocorridos na guerra entre Vingadores e X-Men, Cage aproveitou sua licença na equipe para se dedicar à criação de Danielle ao lado de Jéssica. Mais recentemente, devido à ameaça do vilão interstelar Thanos sobre todo o Universo Marvel, Luke foi chamado de volta ao trabalho como membro da equipe dos Poderosos Vingadores. Enquanto a equipe do Capitão América está fora do planeta, o Herói de Aluguel original terá de fazer o que for necessário para cuidar da Terra.

A criação de Luke Cage – Bastidores e contexto histórico

A primeira década da Marvel Comics publicando quadrinhos de super-heróis coincidiu com a ascensão do Movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos, que se desenrolou até a década seguinte, quando a população afro-americana havia se tornado incrivelmente significativa em termos demográficos. A Marvel sempre teve orgulho da habilidade dos seus quadrinhos refletirem os fatos da vida real, particularmente na sua cidade natal de Nova York. Então, foi natural que a editora aumentasse a diversidade de seus personagens em suas páginas.

O primeiro super-herói afro-americano da Marvel, o Falcão, vinha aparecendo nas revistas do Capitão América desde setembro de 1969 (Captain America nº 117), mas em Junho de 1972, o staff editorial da Marvel decidiu que já era tempo de apresentar aos seus fãs um tipo totalmente novo de herói.

Luke Cage: Hero for Hire nº 1 foi criado pelo escritor Archie Goodwin e pelos artistas John Romita Sr. George Tuska. E dado seu status histórico, é surpreendente notar que boa parte da inspiração para Luke veio do polêmico gênero de filmes conhecido como “Blaxploitation”.

Os filmes Blaxploitation eram geralmente thrillers policiais ou de ação passados em regiões urbanas que apresentavam um elenco predominantemente afro-americano que interpretava seus personagens de uma maneira exagerada, quase caricata. O gênero subversivo tinha se tornado tão popular, na época da estreia de Cage, que ele poderia muito bem ter saído de filmes como Shaft, de Gordon Park, ou Foxy Brown, de Jack Hill.

Mesmo ao lado de heróis como o Quarteto Fantástico ou os X-Men, Luke Cage iria se destacar – independentemente de sua raça. Um ex-presidiário com poderes vindos de um derivado do soro do super soldado do Capitão América, Cage decidiu desde o início que só receberia os ganhos de herói de aluguel quando realmente merecesse. Embora a intenção de Goodwin fosse criar um herói moralmente mais complexo, seus métodos de mercenário e seu linguajar peculiar o tornaram uma figura bastante polêmica.

Luke Cage e a parceria com Punho de Ferro – Uma tentativa de revitalização

Ser tão divergente do panteão da Marvel assegurou a ele um número modesto, mas leal de fãs. O então Editor-Chefe da Marvel, Roy Thomas, achou por bem amenizar o enfoque de diversidade eliminando os estereótipos étnicos caricatos. Assim, até mesmo o título da sua série mudou o subtítulo “Hereo for Hire” (Herói de Aluguel) para “Power Man” (Poderoso) em fevereiro de 1977, a partir da edição nº 17. Mesmo continuando a atuar como Herói de Aluguel para pagar as contas, ele estava cada vez mais interessado no heroísmo em si. No entanto, uma medida que assegurou a popularidade longeva de Cage veio com a quinquagésima edição da série.

O Poderoso tinha tido um sucesso modesto, mas em 1978 as vendas começaram a cair. Então entram em cena John Byrne Chris Claremont  – a bem sucedida equipe criativa por trás do sucesso esmagador da Marvel: Uncanny X-Men.

A dupla recebeu a incumbência de revitalizar o título, e o plano de Claremont era simples: misturar as aventuras de Luke Cage com outro herói, Punho de Ferro, cujo título havia sido cancelado recentemente. Embora Luke e seu novo parceiro Danny Rand fossem drasticamente diferentes, a dupla superpoderosa, pelo menos, partilhava gêneros de filmes similares dos anos 1970. Da mesma forma que Cage, Punho de Ferro tinha sido criado por Roy Thomas como resposta à onda de artes marciais – e, enquanto o novo título Power Man and Iron Fist durou até a edição nº 125, em 1986, antes de ser cancelada. Nessa altura, embora o personagem de Cage tivesse desenvolvido bastante, ele ainda trazia o mesmo visual original (e altamente datado) dos anos 1970, e isso deve ter contribuído para o sentimento de que ele já havia passado da hora. Uma sucessão de tentativas fracassadas nos anos 1990 de ressuscitar o conceito de “Heros of Hire” não conseguiu mudar esse fato.

Renascimento de Luke Cage – A modernização do herói

Luke Cage trajes
Luke Cage trajes

A reinvenção de Luke Cage começou num lugar incomum: a série adulta Alias, do escritor Brian Michael Bendis, que estreou em novembro de 2001. A série recontou vários elementos do Universo Marvel para introduzir retrospectivamente uma nova personagem, a ex heroína Jéssica Jones. Bendis estabeleceu Luke como um amigo de longa data de Jéssica, fazendo com que ele passasse a aparecer com frequência – desprovido das suas roupas coloridas e de sua identidade como Poderoso – e ganhasse uma importância cada vez maior na série e na vida amorosa dela.

A afeição de Bendis pelo personagem o levou a fazer parte da série dos Novos Vingadores, onde Luke – pela primeira vez – tornou-se um membro dos Heróis Mais Poderosos da Terra, embora o grupo fosse contrário às intenções de um equivocado Tony Stark. Bendis fez um esforço consciente para arrancar o personagem de suas origens estereotipadas e, em particular, acabou com a questão de fazer heroísmo pelo dinheiro. De fato, Cage chegou a recursar o pagamento de um salário quando se uniu pela primeira vez aos Vingadores. Mesmo que o codinome “Poderoso” seja usado raramente e uma roupa de super-herói menos ainda, Luke Cage tornou-se um dos personagens e líderes de equipe mais amados, reconhecidos e respeitados do Universo Marvel.

Um herói com o coração tão grande quanto seus bíceps, o lugar de Luke Cage no rol de personagens da Marvel não pode ser subestimado. Um ícone impulsivo, ainda que visionário na época de sua criação, Cage foi reformulado como um amigável herói moderno. Não há dúvida de que o antigo “Herói de Aluguel” tornou-se um sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *