Home > Biografias > Biografia de Miguel de Cervantes – Vida e Obra

Biografia de Miguel de Cervantes – Vida e Obra

Confira a biografia completa de Miguel de Cervantes, tudo sobre sua vida, a lista completa de seus principais livros, obras, pensamentos e frases. Miguel de Cervantes eternizou com suas palavras a imagem do cavaleiro errante, do louco, do sonhador e do apaixonado. Precursor do movimento realista espanhol, a personagem do escritor se tornou símbolo, adjetivo, patrimônio da humanidade e inspiração para milhares de outros artistas, seja no universo da literatura, da música e até das artes visuais.

Muito pouco se sabe sobre a vida de Miguel de Cervantes. Quarto de sete filhos de Rodrigo Cervantes e Leonor de Cortinas, supõe-se que nasceu no final de setembro de 1547, talvez no dia 29 – dia de San Miguel – em Alcalá de Henares, município espanhol em Madrid. Cresceu sem educação formal mas com um grande interesse pelo teatro e pela descoberta de novos países (Cervantes nasceu em meio às Grandes Navegações), o que o levou a fugir para a Itália em 1569. Lá, trabalhou ao lado de um cardeal durante o nascimento e auge do Renascimento, o que contribuiu muito para a formação cultural de Cervantes.

Miguel de Cervantes
Miguel de Cervantes

Em 1571, Cervantes serviu ao exército espanhol na Batalha de Lepanto, quando as forças ocidentais derrotaram o Império Otomano ao largo de Lepanto, na Grécia. No combate foi gravemente ferido na mão esquerda, que lhe rendeu o apelido de ‘manco de Lepanto’. Em 1575, após uma nova expedição militar, foi capturado por representantes do Império Otomano e mantido preso em Argel (capital da Argélia) por 5 anos, quando conseguiu pagar por seu resgate e ser solto.

Regressando à Espanha, Miguel de Cervantes se casou com Catalina de Salazar, uma mulher quase 20 anos mais jovem, no ano de 1584, vivendo por um pequeno período em um povoado de La Mancha; o casamento não duraria mais que um ano. Nessa época, o escritor se dedicou ao teatro – escrevendo cerca de 30 peças entre 1585 e 1587 – e aos romances, publicando “A Galatea“, seu primeiro livro de ficção, em 1585. Seu estilo de escrita chamou a atenção de círculos intelectuais, e seu nome passou a ser conhecido no meio literário.

Cervantes foi preso mais uma vez, em 1597, acusado de roubar dinheiro de impostos. Lá, “engendra“ Dom Quixote (não se sabe se o termo significa que o autor começou a escrever a obra na prisão ou se apenas a concebeu lá). A primeira parte de sua obra-prima foi publicada em 1605, quando o escritor tinha 58 anos, enquanto a segunda saiu apenas em 1615; além de seu cavaleiro errante, Cervantes escreveu várias pequenas peças e novelas, de menor sucesso mas igual qualidade, sendo que 2 (“Os trabalhos de Persiles” e “Sigismunda”) foram publicadas postumamente.

O sucesso com Dom Quixote foi quase imediato e Cervantes recebeu inúmeras homenagens por sua obra, que foi traduzida para o inglês e o francês. Tentou escrever poemas, mas percebeu rápido que sua maior habilidade estava em satirizar profissões e preconceitos através do teatro e da prosa; o sucesso do fidalgo deu à Cervantes relativa estabilidade financeira, o que o permitiu se dedicar exclusivamente à literatura.

Miguel de Cervantes faleceu no dia 22 de abri de 1616, 10 dias antes de William Shakespeare, tendo sua morte registrada somente no dia 23. Arqueólogos e historiadores procuram até hoje os restos mortais do escritor para determinar a causa da sua morte, que se acredita ter morrido de cirrose. Em sua homenagem, foi estabelecido o dia 23 de abril com o Dia do Livro na Espanha.

Principais obras de Miguel de Cervantes

Consideramos as obras abaixo como as principais obras de Miguel de Cervantes

  • Dom Quixote de La Mancha
  • Oito comédias e oito entremezes nunca antes representados
  • A Numancia
  • O trato de Argel
  • Os trabalhos de Persiles e Sigismunda

Frases de Miguel de Cervantes

Contento-me com pouco, mas desejo muito. – (Frases de Miguel de Cervantes)

Elimine a causa e o efeito cessa. – (Frases de Miguel de Cervantes)

Contra o calar não há castigo nem resposta. – (Frases de Miguel de Cervantes)

Curiosidades sobre Miguel de Cervantes

  • Por causa da vida nômade de seu pai, Cervantes acabou por ingressar no exército e lutou em várias batalhas, como a de Lepanto (contra o império Turco) que muitos historiadores acreditam ter sido a guerra que o fez perder o braço esquerdo.
  • Cervantes trabalhou por alguns anos como comissário de víveres do Rei Felipe Segundo e logo depois como cobrador de impostos do governo.
  • Alguns historiadores acreditam que o romance Dom Quixote teve sua primeira parte escrita enquanto Cervantes estava preso.
  • Coincidentemente o dia 23 de abril do ano de 1616 (Morte de Cervantes) foi também o dia da morte do inglês Shakespeare. A literatura acabou perdendo dois dos maiores escritores de todos os tempos no mesmo dia.

Check Also

Candido-Portinari

Biografia de Portinari – Vida e Obra

Confira a biografia completa de Portinari, tudo sobre sua vida e a lista completa de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *