Home > Biografias > John Lennon – Vida e Obra

John Lennon – Vida e Obra

Confira a biografia completa de John Lennon, tudo sobre sua vida, a lista completa de suas principais obras, músicas e frases. John Winston Lennon nasceu no dia 9 de outubro de 1940 em Liverpool, Inglaterra, filho de Alf e Julia Lennon. Alf trabalhava na marinha durante a Segunda Guerra Mundial e mandava dinheiro para sua família; quando desertou do serviço, o dinheiro parou de ser mandado. Julia tinha relações extraconjugais enquanto seu marido vivia fora e sua irmã, Mary “Mimi“ Smith, a pressionou para que entregasse a criança para ela cuidar, o que Julia acabou fazendo depois que Mimi ligou duas vezes para o Serviço Social.

Em 1946, Alf tentou fugir com John para Nova Zelândia, mas fracassou. Deixou-o então com Julia e não falou com o menino até a explosão da Beatlemania, quando se reencontraram. Julia matriculou-o em uma escola local, mas pouco depois o entregou para Tia Mimi, que o matriculou na Dovedale County Primary School. Em 1952, entrou na Quarry Bank Grammar School e, em 1956, fundou junto a colegas da escola uma banda de skiffle– ritmo comum na Inglaterra naquela época – chamada Quarrymen. John havia aprendido a tocar guitarra com sua mãe pouco depois dela tê-lo entregado à Tia Mimi.

No dia 6 de junho de 1956, um dos integrantes apresentou John à Paul McCartney, que se interessou pela banda após vê-la se apresentando em uma festa na Igreja de St. Peter. Paul entrou para a banda apesar da relutância de John – que tinha medo de ser deixado de lado devido ao talento de Paul. Em 1958 John começou a tocar mais Rock’n’Roll; ainda no mesmo ano, George Harrison e Stuart Sutcliffe entraram para o grupo e, no dia 15 de julho, Julia Lennon foi atropelada enquanto voltava de uma visita à seu filho por um policial que dirigia bêbado. Esse acontecimento aproximou John e Paul, que também havia perdido a mãe ainda jovem (aos 14 anos), vítima de câncer.

Em 1960, Quarrymen mudou de nome 5 vezes. Stuart sugeriu “The Beetles“, em homenagem a banda “The Crickets“, que logo foi adaptado para The Beatles. Na época a banda era formada por John Lennon (guitarra), Paul McCartney (guitarra), George Harrison (guitarra), Stuart Sutcliffe (baixo) e Pete Best (bateria). Viajaram naquele ano para se apresentar em alguns clubes em Hamburgo, e a viagem foi um desastre. Dormiram dentro de um cinema abandonado, o qual provocaram um incêndio depois de tentarem fazer uma fogueira pra se aquecerem e iluminarem o ambiente; além disso, quebraram seu contrato, tocando em casas não agendadas – o que enfureceu o contratante, que denunciou George, menor de idade na época, que voltou para Inglaterra deportado e precisou gastar todo o dinheiro que havia ganhado. Aquele parecia ser o fim da banda.

John Lennon Biografia
John Lennon Biografia

Após alguns shows de volta em Liverpool, Stuart abandonou os Beatles para se casar, e Paul McCartney assumiu o baixo da banda. Em 9 de novembro de 1961, Brian Epstein viu uma apresentação da banda e passou a empresariá-los; em abril de 1962, viajaram para Hamburgo para um show, e lá descobriram que Stuart havia morrido, aos 21 anos, de hemorragia cerebral. Um mês depois da descoberta, conseguiram assinar seu primeiro contrato com uma gravadora, a Parlophone Records. George Martin, produtor musical dos Beatles, sugeriu que a banda trocasse de baterista, e Ringo Starr entrou no lugar de Pete Best. No dia 5 de outubro de 1962 foi lançado o primeiro compacto, “Love Me Do“, e no dia 11 de fevereiro de 1963, gravaram em um dia seu primeiro álbum, “Please  Please Me“; se tornaram um enorme sucesso na Inglaterra e, pouco tempo depois, estourou nos Estados Unidos a Beatlemania.

Em 1962, John casou-se com Cynthia Powell, com quem teve um filho no ano seguinte, John Charles Julian Lennon. O casamento tentou se manter em segredo após o começo da Beatlemania, pra não magoar as fãs, mas não durou muito tempo.

John foi responsável por grande parte das composições, tendo escrito grandes sucessos, como “All You Need Is Love“, “Strawberry Fields Forever“, “Across The Universe“, e muitas outras. Além disso, se mostrou um exímio instrumentista em várias músicas, como pianista em “Something“ e “Oh, Darling!“, guitarrista solo em “Get Back“ e “Revolution“, contrabaixista em “Get Back“ e “HelterSkelter“, entre outras – e gravou também todas as gaitas das músicas nos Beatles.

Em 1966, declarou que os Beatles eram mais populares que Jesus na época, o que provocou a fúria dos religiosos, que queimavam os álbuns da banda a céu aberto e, somadas às suas polêmicas letras, deram-lhe a fama de ateu – fama essa que sempre negou, alegando não ser cristão, mas também não era anti-religião, e acreditava em um Deus que não era nem bom nem ruim, “ele simplesmente era”. No mesmo ano conheceu a artista plástica Yoko Ono, com quem teria um relacionamento amoroso em 1968, fazendo com que John se divorciasse de Cynthia.

O empresário da banda, Brian Epstein, morreu em 1967, deixando os Beatles com sérios problemas. A empresa criada pela banda se mostrou um fracasso, e a tensão no estúdio aumentava, sobretudo depois que John passou a levar Yoko Ono aos ensaios do “White Album“ e era hostilizada pelos outros membros da banda, sobretudo Paul e George. John e Yoko se tornaram inseparáveis e se casaram em 1969 – John trocou seu nome de John Winston Lennon para John Ono Lennon; em 1970, Paul McCartney declarou o fim oficial dos Beatles. John Lennon passou anos guardando ressentimentos com a banda, sobretudo com Paul, o qual alegava ter transformado os Beatles em sua “banda de apoio“ ao longo dos anos. O ex-guitarrista só voltou a falar com seus antigos amigos anos depois, próximo de sua morte. Yoko é vista até hoje por muitos fãs dos Beatles como a principal causa da separação da banda.

John Lennon começou sua carreira solo em 1968, ainda nos Beatles, porém sem muito sucesso. Em novembro desse ano lançou, junto à Yoko, o álbum “TwoVirgins“ (famoso apenas pela capa, em que os dois aparecem nus); em 1969, lançaram o “Life With The Lions“ e, pouco depois, lançaram o compacto “Give Peace A Chance“. Em novembro, John devolveu a medalha de Membro do Império Britânico (MBE) que havia recebido em 1966 junto aos outros colegas dos Beatles, em protesto contra a Guerra do Vietnã e o envolvimento da Inglaterra nos conflitos em Biafra. Ao todo, foram 3 álbuns em estúdio e um ao vivo lançados enquanto ainda fazia parte dos Beatles.

Após o fim dos Beatles, foi lançado o “John Lennon Plastic Ono“. Nesse período, o casal morava em Nova York; pouco depois, John foi a Inglaterra trabalhar em seu novo álbum, com Ringo Star, Billy Preston e Alan White, futuro membro do Yes. Em 1971, Lennon alcançou o sucesso em carreira solo com o álbum “Imagine” – A faixa-título se tornou um hino pela paz no mundo todo. Voltaram para Nova York e no seguinte lançaram o álbum “Some Tome in New York City“. Nesse período, John recebia em sua casa diversos ativistas e chegou a ser monitorado pelo FBI devido à seu engajamento político.

Em 1973 foi lançado o “Mind Games“, e John e Yoko se separaram, por decisão dela. John se mudou para Los Angeles e teve um caso com sua assistente May Pang. Ele afundou no álcool e se envolveu em diversas brigas. No ano seguinte lançou o álbum “Walls And Bridges“, alcançando relativo sucesso com as músicas “#9 Dream” (cujo vocal de May Pang no coro foi tirado por Yoko anos depois da morte de Lennon) e “Whatever Gets You Thru The Night”, com a participação de Elton John no piano e vocal. Participou do show de Elton John no Madison Square Garden em Nova York e encontrou Yoko nos bastidores, que o aceitou de volta.

Em 1975, enquanto John gravava o álbum “Rock and Roll“, com covers de rocks antigos que escutava durante sua adolescência, Yoko engravidou de Sean Ono Lennon; após o nascimento do filho – no aniversário de Lennon, no dia 09 de outubro –, John abandonou a carreira para se dedicar à família (John nunca teve muito contato com seu primeiro filho com Cynthia, que nasceu bem na época em que a Beatlemania estourava pelo mundo).

Cinco anos depois de seu afastamento dos estúdios e com o surgimento forte da ‘New Wave‘, Lennon gravou “Double Fantasy“, seu último álbum. No dia 8 de dezembro de 1980, quando voltava para casa, foi abordado por um rapaz a quem tinha autografado seu novo álbum horas antes. Mark David Chapman, fã fanático dos Beatles e do John Lennon, disparou 5 tiros contra o cantor, acertando 4. John Lennon foi levado para o hospital e morreu, ao lado de Yoko, aos 40 anos, após perder 80% de seu sangue. A notícia correu o mundo, e em poucas horas uma multidão se reuniu em frente à seu apartamento cantando músicas suas e dos Beatles. O corpo de Lennon foi cremado e as cinzas foram guardadas por Yoko Ono. Seu assassino permaneceu no local; em seu julgamento, alegou ter lido no livro “O Apanhador no Campo de Centeio“ uma mensagem que dizia para matar Lennon. Foi condenado à prisão perpétua, onde se encontra até hoje, em uma cela separada devido às ameaças de morte que recebeu de seus companheiros de prisão.

Alguns discos póstumos foram lançados, e um memorial intitulado Strawberry Fields Forever foi criado no Central Park, em frente ao Dakota, o prédio onde morava. Em 1988, recebeu a Estrela da Calçada da Fama de Hollywood; em 2002, ficou em 8º lugar em uma pesquisa realizada pela BBC que elegia os 100 britânicos mais importantes da história. Também ficou em 5º lugar na lista dos melhores cantores de todos os tempo e em 55º como o maior guitarrista, ambas pela Rolling Stones.

A dupla Lennon/McCartney é considerada como uma das mais criativas duplas da música, sendo a criadora de sucessos como “Help!“, “Don’tLet Me Down“, “Revolution“, “Lucy In The Sky With Diamonds“ e muitas outras. Sua luta pela paz e sua mensagem pelo amor não perduraram só em vida, especialmente durante o surgimento do movimento hippie, mas permanecem vivas até hoje em seu gigantesco legado.

Discografia de John Lennon


Os álbuns da época dos Beatles não constam na discografia listada abaixo:

  • Unfinished Music No.1: Two Virgins (1968)
  • Unfinished Music No.2: Life with the Lions (1969)
  • Wedding Album (1969)
  • Live Peace In Toronto (1969)
  • John Lennon/Plastic Ono Band (1970)
  • Imagine (1971)
  • Sometime In New York City (com Yoko Ono) (1972)
  • Mind Games (1973)
  • Walls And Bridges (1974)
  • Rock ‘n’ Roll (1975)
  • Shaved Fish (coletânea) (1975)
  • Double Fantasy (com Yoko Ono) (1980)
  • The John Lennon Collection (coletânea) (1982)
  • Milk And Honey (com Yoko Ono) (1984)
  • Live In New York City (show gravado em 1972)(1986)
  • Menlove Ave. (1986)
  • Imagine: John Lennon (1988)
  • Lennon (Box com quatro cds) (1990)
  • Lennon Legend (coletânea) (1997)
  • John Lennon Anthology (1998)
  • Wonsaponatime (1998)
  • Accoustic (2004)
  • Peace, Love & Truth (2005)
  • Working Class Hero: The definitive John Lennon (coletânea) (2005)
  • The US Versus John Lennon (coletânea) (2006)

Curiosidades sobre John Lennon

Cantor de coral e escoteiro: John Lennon começou sua carreira musical cantando na igreja de São Pedro, em Liverpool, além, é claro, de ter sido membro de um grupo de meninos escoteiros.

Motorista: Entre os membros da banda, Lennon foi o último a aprender a dirigir, tendo conseguido sua licença apenas aos 24 anos, isso porque, na verdade, ele era um motorista muito ruim e acabou desistindo dos volantes depois de sofrer um acidente com Yoko, seu filho Julian e a enteada Kyoko. Após o acidente, ele contratou um motorista e não pegou nos volantes novamente.

Não vegetariano: George Harrison foi o primeiro membro da banda a se tornar vegetariano, em 1965. Depois dele, Paul McCartney adotou o estilo de vida e, por motivos de saúde, Ringo Starr também. Lennon, no entanto, evitava comer carne, mas de uma forma ou de outra acabava ingerindo esse tipo de alimento. Então, ao contrário do que muitos pensam, nem todos da banda eram vegetarianos.

Autocrítica: Cantor e compositor, Lennon odiava sua própria voz e pedia frequentemente ao produtor da banda, George Martin, para tentar apagá-la das gravações.

Insatisfação: Não era apenas a própria voz que John odiava. Ele nunca gostou de verdade das músicas da banda que teve e, depois do fim dos Beatles, Lennon comentou com o produtor Martin o seu desejo interno de poder regravar todas as músicas da banda. Martin, estupefato, perguntou: “até mesmo Strawberry Fields?”. John respondeu: “especialmente Strawberry Fields”.

Jogo preferido: Para onde quer que fosse, Lennon levava seu tabuleiro de Banco Imobiliário, seu jogo favorito. Ele gostava tanto que não se importava em perder.

All you need is love: Uma vez, questionado sobre qual teria sido sua melhor composição, Lennon respondeu: “essa é fácil: All You Need is Love”.

Último encontro: A última vez que John e Paul se encontraram foi em 1976, quando Paul fez uma visita a John. Os dois estavam no apartamento de Lennon assistindo Saturday Night Live, um programa de TV bastante conhecido nos EUA. O apresentador ofereceu US$ 3 mil para que os Beatles fossem ao programa. Os dois quase chamaram um taxi, mas acabaram desistindo.

Pensamentos e Frases de John Lennon

A vida é aquilo que acontece enquanto você está fazendo outros planos. (Frases de John Lennon)

Quando fizeres algo nobre e belo e ninguém notar, não fique triste. Pois o sol toda manhã faz um lindo espetáculo e no entanto, a maioria da platéia ainda dorme… (Frases de John Lennon)

Vivemos num mundo onde nos escondemos para fazer amor! Enquanto a violência é praticada em plena luz do dia. (Frases de John Lennon)

Imagine todo o povo vivendo em paz… você irá dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único. Espero que você um dia junte-se à nós e o mundo será um só… (Frases de John Lennon)

Pense globalmente e atue localmente. (Frases de John Lennon)

Check Also

Candido-Portinari

Biografia de Portinari – Vida e Obra

Confira a biografia completa de Portinari, tudo sobre sua vida e a lista completa de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *