Home > Biografias > Biografia de George Orwell – Vida e Obra

Biografia de George Orwell – Vida e Obra

Confira a biografia completa de George Orwell, tudo sobre sua vida e obra e a lista completa de seus principais livros, pensamentos e frases. George Orwell foi jornalista, escritor, crítico literário. Percorreu uma Europa e Ásia em guerra, viveu a pobreza extrema, lutou pelo fim dos regimes totalitários. Suas obras são um reflexo de sua história e da história do mundo; o que o diferencia de tantos autores que escreveram sobre esses temas, foi a maneira sagaz com que ele metaforizava o momento em que vivia: transformando ditadores em porcos.

George Orwell não nasceu com esse nome. Nasceu como Eric Arthur Blair, no dia 25 de junho 1903, em Motihari, na Índia britânica, segundo de 3 filhos do casal Richard Walmesley Blair e Ida Mabel Blair. Com apenas 1 ano de idade, Eric foi morar na Inglaterra com sua mãe, que o criou junto a suas irmãs – não viu seu pai até 1912.

Aos 5 anos de idade, Eric entrou para o internato Henley-On-Thames, onde ficou até conseguir uma bolsa na Escola de São Cipriano, em Eastbourne, Sussex. Lá, conheceu Cyril Connolly, que também se tornaria um escritor de sucesso, além de se tornar editor da revista Horizon, publicando vários ensaios de Orwell. Também na escola escreveu 2 poemas, publicados em um jornal local, que lhe renderam muitos elogios e bolsas de estudo para o Wellington College e o EtonCollege, dois dos melhores internatos da Inglaterra.

George Orwell Biografia
George Orwell Biografia

Eric Blair foi para Wellington mas logo foi transferido para Eton, em 1917, onde estudou até 1921, saindo aos 18 anos. Conolly também foi para Eton, mas, por serem de turmas diferentes, o convívio entre os dois era muito pequeno. Eric não gostava dos estudos, preferindo se dedicar aos esportes e à produção de uma revista acadêmica; os pais de Eric não tinham dinheiro para colocá-lo em uma universidade, e com suas notas jamais conseguiria uma bolsa. Nesse momento, Eric decidiu que faria parte da Polícia Imperial Indiana; estudou inglês, História, arte e cultura clássica, e passou no exame de admissão em 7º lugar.

Sua avó morava em Moulmein, na Birmânia, e Eric decidiu trabalhar no país, em Burma (atual Myanmar), até outubro de 1922, quando assumiu seu posto na Polícia Imperial – a partir daí, trabalharia em vários lugares diferentes na Índia e arredores. O trabalho como polícia imperial deu a Blair uma grande carga de responsabilidade, sendo encarregado pela segurança de centenas de milhares de pessoas.

Em abril de 1926, Eric voltou para a Birmânia, mudando-se para Moulmein, mesmo lugar em que sua avó morava. No ano seguinte, contraiu dengue em Katha e foi autorizado a voltar para a Inglaterra. Durante sua licença no país, em 1927, Eric repensou sua vida e decidiu se demitir da Polícia Imperial Indiana, sonhando se tornar escritor. Essa experiência na polícia serviu de inspiração para um romance (“BurmeseDays”, de 1934) e dois ensaios (“A Hanging”, de 1931, e “ShootinganElephant”, de 1936).

Em Londres, Eric passou a frequentar e explorar favelas, se vestindo como um morador de rua e recusando quaisquer favores e concessões por sua classe social. Essa experiência resultou em “The Spike“, seu primeiro ensaio publicado em 1929, e “Down and Out in Paris and London”, seu primeiro livro, lançado em 9 de janeiro de 1933.

Em 1928 mudou-se para Paris, onde escreveu “BurneseDays“ e uma série de artigos para o Monde, G. K.’sWeekly e Le ProgresCivique. Em fevereiro do ano seguinte, Eric adoeceu, sendo levado a um hospital público onde estudantes médicos eram treinados – servindo de base para o ensaio “How The Poor Die“, publicado em 1946; logo depois da doença teve seu dinheiro roubado da casa em que morava. Chegou a trabalhar como lavador de pratos de um hotel de luxo, o que também serviu de material para o “Down and Out in Paris and London”. Para lançar o livro, Eric Blair preferiu adotar um pseudônimo, para não envergonhar o nome da família com seus relatos sobre a extrema pobreza que viveu nas duas cidades. Assim surgiu George Orwell.

Pouco depois, retornou a Londres. Em 1931, Blair armou para que fosse preso, para poder ter a experiência de passar o natal na prisão, mas não conseguiu convencer as autoridades, que o mandaram para casa antes da data. O artigo sobre o caso, “Clink“, foi publicado em agosto de 1932.

Socialista, Eric vai para a Espanha em 1936 (pouco tempo após se casar com EileenO’Shaughnessy) lutar na Guerra Civil Espanhola junto ao Partido Operário. O escritor disse anos depois que a experiência na guerra mudou totalmente seu modo de pensar; a partir dela veio a vontade de Blair de escrever contra o totalitarismo, a favor do socialismo democrático tal como conhecia. Dessa experiência foi escrito “HomanagetoCatalonia“, publicado em 1938. Também escreveu sobre as condições de trabalho dos mineradores ao norte da Inglaterra no livro “O Caminho para WiganPier“, publicado em 1937.

Durante a guerra, (o agora) Orwell levou um tiro na garganta. O tiro não atingiu nenhuma grande artéria, mas afetou a voz do escritor pra semore. Foi declarado inapto para continuar no conflito e retornou à Inglaterra em junho de 1937. Chegou a considerar ir para a Índia, mas em março de 1938 sua saúde piorou; foi internado no Preston Hall Sanatorium com sintomas de tuberculose, e lá ficou até setembro.

Com a eclosão da 2ª Guerra Mundial em 1939, Orwell enviou seu nome para ser convocado, mas seus problemas de saúde impediram-no de ir à combate – ou exercer qualquer atividade militar no futuro. Orwell conseguiu ir à guerra, mas como correspondente da BBC (fazendo broadcasts para os indianos) e integrante da Home Guard, uma união com caráter socialista e revolucionário, onde pessoas trocavam conhecimentos de guerra e os repassavam para os soldados.

Em março de 1943 a mãe de Orwell faleceu; nesse mesmo período, o escritor enviou uma carta a um amigo, contando que havia começado a escrever um novo livro, que mais tarde se tornaria um dos mais clássicos da literatura inglesa (e mundial): “A Revolução dos Bichos”. Em setembro, saiu da BBC, após 2 anos na emissora; alegou que acreditava que poucos indianos ouviam suas transmissões, e queria se focar no novo livro. Logo depois, saiu da Home Guard. Em novembro, aceitou o trabalho de editor do “Tribune“, escrevendo mais de 80 críticas literárias e outros vários artigos pessoais, em sua coluna “As I Please“.

A Revolução dos Bichos“ foi terminado por volta de abril de 1944 e estava pronta para publicação, mas as editoras se recusaram a publicar, considerando que a história contada poderia ser considerada um ataque ao governo soviético, que era um aliado fundamental na guerra. O editor Jonathan Cape concordou em publicar, mas um ataque de bombas atrasou o lançamento do livro.

Ainda em 1944, os “Orwells” adotaram um menino, Richard Horatio Blair. Em fevereiro de 1945, Orwell foi convidado para ser correspondente da guerra para o “Observer“, aceitando prontamente. Foi para Paris assim que os Aliados ocuparam a capital francesa. Enquanto isso, sua mulher, Eileen, foi internada para fazer uma histerectomia (retirar o útero) e morreu no dia 29 de março. A mulher não havia dito muito sobre a cirurgia ao marido, para não preocupá-lo sobre os custos da cirurgia e porque acreditava que teria uma recuperação rápida. Orwell se manteve ocupado cobrindo a guerra, só retornando definitivamente à Londres no início de julho de 1945. “Resumo A Revolução dos Bichos“ (em inglês: “Animal Farm: A FairyStory”) foi publicado na Inglaterra em 17 de agosto de 1945, enquanto nos Estados Unidos o livro só chegaria um ano depois, no dia 26 de agosto de 1946. A obra teve um grande impacto em um mundo pós-guerra, e George Orwell se tornou um enorme sucesso.

Pelos próximos 4 anos, Orwell se dedicaria a seus trabalhos como jornalista e à um novo livro, “1984“. Com o sucesso de seu livro anterior, esperava conseguir trabalho na “InlandRevenue“, dirigida por seu amigo Jack Harrison. A firma aconselhou Orwell a abrir sua própria companhia, para que pudesse receber os direitos autorais por suas obras; assim, no dia 12 de setembro de 1947, surgia a “George Orwell ProductionsLtd” (GOP Ltd).

Uma semana antes do Natal de 1947, Orwell foi novamente internado, dessa vez com o diagnóstico confirmado: tuberculose. Doente, conseguiu terminar o manuscrito de “1984“, para logo depois ser levado ao sanatório de Gloucestershire, localizado ao sul da Inglaterra. Os amigos que o visitavam se assustavam com sua aparência e temiam que o tratamento para curar Orwell não estava fazendo efeito. Em junho de 1949 foi publicado “1984“, sendo imediatamente aclamado por público e crítica.

Na manhã do dia 21 de janeiro de 1950, uma artéria se rompeu no pulmão de Orwell, matando-o aos 46 anos de idade. Em sua lápide há apenas o simples epitáfio, sem menção ao pseudônimo que o consagrou como escritor: “Here lies Eric Arthur Blair, bornJune 25, 1903, diedJanuary 21, 1950” (“Aqui jaz Eric Arthur Blair, nascido em 25 de Junho de 1903, falecido em 21 de Janeiro de 1950”).

Para estudiosos, o maior feito de George Orwell foi ligar o intenso momento político em que vivia com uma literatura original e satírica. “Análise A Revolução dos Bichos“ e “1984“ mostram ao mundo o desgosto de Orwell com os regimes totalitários, que manipulam a massa e atendem apenas ao desejo de uma minoria, e seu pessimismo com um mundo cada vez mais caótico, onde a tecnologia supera o homem, sendo este sempre vigiado pelo governo (do livro veio a expressão “Big Brother“ – o “Grande Irmão“), mas ainda acreditando ser um homem livre – em uma utopia às avessas, ou uma distopia.

Obras e Livros de George Orwell


Romances de George Orwell

  • Dias na Birmânia – 1934
  • A Filha do Reverendo – 1935
  • Mantenha o Sistema/Moinhos de Vento/A Flor da Inglaterra  – 1936
  • Um Pouco de Ar, Por Favor! – 1939
  • A Revolução dos Bichos – 1945
  • 1984 – 1949
  • Na Pior em Paris e Londres – 1933
  • A Caminho de Wigan – 1937
  • Lutando na Espanha – 1938

Ensaios, artigos e outros escritos de George Orwell

  • The Spike – 1931
  • A Hanging – 1931
  • Shooting an Elephant – 1936
  • Bookshop Memories – 1936
  • Charles Dickens – 1939
  • Boys’ Weeklies – 1940
  • Inside the Whale – 1940
  • The Lion and The Unicorn: Socialism and the English Genius – 1941
  • Wells, Hitler and the World State – 1941
  • The Art of Donald McGill – 1941
  • Rudyard Kipling – 1942
  • Looking Back on the Spanish War – 1943
  • W. B. Yeats – 1943
  • Benefit of Clergy: Some notes on Salvador Dali – 1944
  • Arthur Koestler – 1944
  • Raffles and Miss Blandish – 1944
  • Notes on Nationalism – 1945
  • How the Poor Die – 1946
  • A Nice Cup of Tea – 1946
  • The Moon Under Water – 1946
  • Politics vs. Literature: An Examination of Gulliver’s Travels – 1946
  • Politics and the English Language – 1946
  • Second Thoughts on James Burnham – 1946
  • Decline of the English Murder – 1946
  • Some Thoughts on the Common Toad – 1946
  • A Good Word for the Vicar of Bray – 1946
  • In Defence of P. G. Wodehouse – 1946
  • Why I Write – 1946
  • The Prevention of Literature – 1946
  • Such, Such Were the Joys – 1946
  • Lear, Tolstoy and the Fool – 1947
  • Reflections on Gandhi – 1949

Frases de George Orwell

Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir. (Frases de George Orwell)

Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário. (Frases de George Orwell)

A massa mantém a marca, a marca mantém a mídia e a mídia controla a massa. (Frases de George Orwell)

Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade. (Frases de George Orwell)

Curiosidades sobre George Orwell

  • Seu nome verdadeiro Eric Arthur Blair, mas ele ficou conhecido pelo pseudônimo George Orwell logo após publicar o primeiro livro.
  • George Orwell é considerado pela revista Times um dos 50 maiores escritores desde 1945.
  • O termo “Orwelliano”, que significa “qualquer prática social autoritária ou totalitária” já foi incluído nos dicionários britânicos.
  • Em 1929, Orwell trabalhou como lavador de pratos para conseguir se sustentar.
  • Durante e Revolução Espanhola, George Orwell se filiou à um Partido que lutava contra o ditador Francisco Franco, e por isso ele acabou sendo ferido no pescoço por um tiro. Por isso sua voz ficou um pouco afeminada.
  • George Orwell morreu em Londres de tuberculose. Só tinha 46 anos.
  • Seu livro “Resenha A Revolução dos Bichos” foi banido de vários países por mostrar vários bichos de uma fazendo se rebelando contra seus donos humanos. E isso foi considerado uma forma de instigar a população contra seus governantes.
  • Foi em “1984”, seu livro mais famoso, que nasceu o conceito do Big Brother, um ditador misterioso que pode vigiar toda a população através de câmeras.
  • Durante muitos anos George Orwell foi alcoólatra.

Check Also

Miguel-de-Cervantes-banner

Biografia de Miguel de Cervantes – Vida e Obra

Confira a biografia completa de Miguel de Cervantes, tudo sobre sua vida, a lista completa ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *