Home > Biografias > Biografia de Charles Chaplin – Vida e Obra

Biografia de Charles Chaplin – Vida e Obra

Confira a biografia completa de Charles Chaplin, tudo sobre sua vida, a lista completa de suas principais obras, filmes e frases. Charles Spencer Chaplin nasceu em Londres. Seus pais, Charles Spencer Chaplin Sr. e Hannah Chaplin eram ambos cantores e atores, o que fez com que Charles Chaplin Jr. sempre estivesse em contato com o showbizz – apesar do pouco contato com o pai, que era um alcoólatra. Se separaram antes de Charles Chaplin completar 3 anos, e o menino cresceu com a mãe, que sofria de uma séria instabilidade emocional.

A primeira vez que Chaplin subiu em um palco foi em 1894, com apenas 5 anos de idade. Sua mãe havia sofrido um problema de laringe durante uma apresentação no “The Canteen“; foi vaiada e ferida por objetos jogados pela plateia, e o pequeno Chaplin subiu para cantar “Jack Jones“, uma música popular na época. Charles Chaplin Jr. foi morar, junto de seu meio-irmão, com seu pai e a amante Louise quando a mãe de Chaplin foi internada devido às suas condições mentais. Aos 8 anos, foi contratado por uma companhia de bailarinos chamada Eight Lancashire Lads e, aos 12 anos, viu seu pai morrer de cirrose, e os dois meninos acabaram indo para a Central London District School, uma escola para pobres em Hanwell. Os anos passados em orfanatos e lidando com as doenças dos pais seriam cruciais para a elaboração de seus filmes posteriormente – principalmente aqueles em que denunciava as condições sociais da sociedade, a miséria, o desemprego e a exploração do trabalhador.

Em 1910, Charles Chaplin foi para os Estados Unidos para participar de uma turnê teatral (onde atuava como mímico) do empresário Fred Karno, que durou 2 anos. Em 1912, Chaplin voltou para a Inglaterra mas regressou aos EUA no mesmo ano, para uma segunda turnê de Fred Karno. Em 1913, sua atuação chamou a atenção de Mack Sennett e Mabel Normand. Sennett o contratou então para atuar como substituto de Ford Sterling para a Keystone Film Company. Seu primeiro filme, “Making a Living“, rendeu algumas críticas e Sennett considerou demiti-lo, mas Normand o convenceu a dá-lo mais uma chance. Normand escreveu e dirigiu muitos dos primeiros filmes de Chaplin, o que era motivo de diversas discussões, pois Chaplin não concordava em ser dirigido por uma mulher.

Em 7 de fevereiro de 1914, foi lançado o “Kid Auto Racesat Venice“, seu segundo filme e o primeiro filme em que aparecia o personagem d’O Vagabundo, um dos mais célebres personagens de Chaplin. Seu estilo de comédia mais sutil e menos “pastelão“ chamou a atenção de todos os amantes e entusiastas do cinema. Com o sucesso, Chaplin passou a dirigir seus próprios filmes.

Charles Chaplin Biografia
Charles Chaplin Biografia

Em 1915, Chaplin assinou um contrato com a Essanay e levou seus filmes a outro nível de cinema, com o dobro de duração dos que produzia na Keystone, com personagens fixos – e sempre mudo, o que agradou os milhares de imigrantes que chegavam nos EUA, vindos de todas as partes do mundo. Em 1916, a Mutual Film Corporation pagou US$670.000,00 para Chaplin produzir 12 filmes de comédias em 18 meses, dando a ele controle quase total da produção artística. Dessa leva, quase todos se tornaram clássicos e estão entre os filmes mais influentes do cinema. Para o cineasta, o período em que esteve na Mutal Film foi o mais feliz de sua carreira.

O contrato com a Mutual terminou em 1917; assim que acabou, Chaplin assinou com a FirstNational para produzir oito filmes, com controle criativo total sobre a produção. Foi nessa época que o cineasta construiu seu próprio estúdio em Hollywood e produziu longas como o clássico “The Kid“, de 1921, que consagrou Jackie Coogan como a primeira celebridade infantil da história, sendo inclusive condecorado pelo papa. “The Kid“ é considerado o primeiro filme de comédia dramática da história do cinema.

No dia 23 de outubro de 1918, Charles Chaplin, com 28 anos, casou-se com Mildred Harris, de 16 anos. Tiveram um filho que nasceu deformado e morreu 3 dias depois; o casal se separou em 1920, devido à toda dor sofrida pelo filho. Chaplin teria ainda diversos relacionamentos conturbados até chegar em seu último, outros 10 filhos (e mais um ilegítimo, que foi obrigado pela lei a assumir), sendo 8 de Oona O’Neill, filha do dramaturgo Eugene O’Neill – Oona tinha 17 anos e Chaplin 54, mas a diferença de idade não alterou em nada a vida do casal, que foi extremamente feliz e amoroso até o final da vida de Charles Chaplin

Em 1919 foi criada, por Chaplin, Mary Pickford, Douglas Fairbanks e D. W. Griffith, a distribuidora United Artists, em uma tentativa de fugir do poder crescente das financiadoras e distribuidoras de Hollywood; Chaplin, que já produzia seus próprios filmes em seu próprio estúdio, conseguia agora a sua total independência como cineasta. Ele trabalhou na administração da nova distribuidora até meados da década de 50.

Charles Chaplin preferia o cinema mudo ao falado – que surgiu e tomou força já no fim dos anos 20. Para ele, as ações passavam melhor uma mensagem do que as palavras. Resistiu por toda a década de 30, criando outros clássicos como “Luzes da Cidade“, de 1931, e “Tempos Modernos“ – que já tinham falas introduzidas, mas apenas por aparelhos de cena como rádios ou televisões, para adaptar o público que já começava a se acostumar com o cinema falado. No final do filme pode-se ouvir pela primeira vez a voz de Chaplin, cantando a música composta pelo próprio, “Smile“.

Além disso, Charles Chaplin era um diretor extremamente rígido; centenas de bobinas foram desperdiçadas até que ele ficasse satisfeito com uma cena, chegando a gravar 100 vezes uma mesma cena, até que os atores fizessem exatamente o que ele queria da exata maneira que ele queria.

Em 1940, foi lançado “O Grande Ditador“, primeiro filme falado de Charles Chaplin – é uma clara sátira ao ditador Adolf Hitler e seu regime nazista. O filme foi lançado nos EUA um ano antes do país entrar na Segunda Guerra Mundial. A obra foi considerada um grande ato de coragem por ridicularizar o nazismo e mostrar a perseguição aos judeus; “O Grande Ditador“ foi indicado ao Oscar de Melhor Filme, Melhor Ator (Chaplin), Melhor Ator Coadjuvante (Oakie), Melhor Trilha Sonora (Meredith Willson) e Melhor Roteiro Original (Chaplin).

Chaplin sempre teve um posicionamento claro de esquerda. Em 1947, lançou o filme “Monsieur Verdoux“, um humor negro criticando o capitalismo, e foi duramente recebido nos Estados Unidos, chegando a ser incluído na Lista Negra de Hollywood. Em 1952, viajou para Londres para a estreia do filme “Luzes da Ribalta“. Enquanto estava lá, J. Edgar Hoover, primeiro diretor do FBI e considerado seu criador, negociou com o Serviço de Imigração para que o visto de Chaplin fosse revogado e ele fosse exilado do país. Chaplin foi morar então na Suíça, apesar de ter sido em Londres que produziu seus últimos dois filmes: “A King in Ney York“, de 1957, e “A Countessfrom Hong Kong “, de 1967 – esse último estrelado por Sophia Laren e Marlon Brando (Chaplin fez uma pequena aparição como mordomo, sua última aparição no cinema). A partir daí, o cineasta passou a incluir trilhas sonoras em seus filmes mudos, escreveu sua autobiografia, chamada “Minha Vida“, lançada em 1964 e chegou a escrever o roteiro de um novo filme, “The Freak“, que seria estrelado por sua filha, Victoria, mas seu estado de saúde piorou muito e a produção não pode ser concluída. Seu último trabalho foi a criação da trilha sonora de “A Woman of Paris“, de 1923, concluída em 1976.

Charles Chaplin ganhou o Oscar de Melhor Trilha Sonora pelo filme “Luzes da Ribalta“ e foi indicado a diversas outras categorias por vários filmes; porém, Chaplin desprezava a Academia e ironizava a premiação – seu filho afirmou que o pai deixava o Oscar recebido em 1929 – o primeiro ano da Premiação, quando recebeu o prêmio por seu trabalho de diretor, produtor, roteirista e ator dos filmes “O Circo“ e “The Jazz Singer“ – ao lado da porta, para que ela não batesse. Esse desprezo provocou a ira da Academia, o que justifica o porque de filmes como “Luzes da Cidade“ e “Tempos Modernos“, considerados dois dos maiores filmes da história, nunca sequer concorreram ao Oscar. Recebeu em 1972 seu segundo Oscar Honorário; saiu do exílio pela primeira vez para receber o prêmio, e lá recebeu a maior ovação da história do Oscar, com 10 minutos de pessoas aplaudindo de pé por todo seu trabalho magnânimo e seus efeitos para o rumo do cinema.

Chaplin foi nomeado Cavaleiro Comandante do Império Britânico (KBE) pela Rainha Elizabeth II no dia 4 de março de 1975, aos 85 anos de idade – a nomeação foi adiada duas vezes – em 1931 e em 1956 – por questões político-militares envolvendo a Primeira Guerra Mundial e a Guerra Fria, respectivamente.

Charles Chaplin morreu dormindo na noite de Natal de 1977, em Corsier-sur-Vevey, na Suíça, aos 88 anos de idade, decorrente de um derrame cerebral – sua saúde havia piorado muito desde o começo dos anos 70 e, ao ano que faleceu, não conseguia se comunicar direito, tinha dificuldades para respirar e andava em cadeiras de rodas. Seu corpo foi enterrado no cemitério da cidade e, no dia 1º de março de 1978, foi roubado por um grupo que planejava extorquir dinheiro da família do ator. Os ladrões foram pegos e o corpo encontrado 11 semanas depois de ter sido levado; foi novamente sepultado, dessa vez em grossas e pesadas camadas de cimento. Em 1991, Oona O’Neil faleceu e foi sepultada ao lado de seu marido.

Sua forma de atuar, seu talento para produzir, escrever, dirigir, fazer parte de cada pedaço de seus filmes – da criação à distribuição – fizeram de Charles Chaplin um dos maiores – senão o maior – ícone do cinema. O Vagabundo, seu personagem mais famoso, foi imitado por todos os segmentos de entretenimento – há inclusive histórias de que Chaplin teria participado de um concurso de imitadores do próprio ator e ficou em terceiro lugar.

Filmes de Charles Chaplin – Filmografia

1967 A Countess from Hong Kong – A Condessa de Hong Kong
1957 A King in New York
1952 Limelight – Luzes da Ribalta
1947 Monsieur Verdoux
1940 The Great Dictator – O Grande Ditador
1936 Modern Times – Tempos Modernos
1931 City Lights – Luzes da Cidade
1928 The Circus – O Circo
1926 A Dama das Camélias – Camille
1925 The Gold Rush – Em Busca do Ouro
1923 A Woman of Paris: A Drama of Fate – Casamento ou Luxo
1923 The Pilgrim
1922 Pay Day
1922 Nice and Friendly
1921 The Idle Class
1921 The Kid – O Garoto1919 A Day’s Pleasure
1919 Sunnyside
1919 The Professor
1918 Shoulder Arms
1918 The Bond
1918 Triple Trouble
1918 A Dog´s Life – Vida de Cachorro
1917 The Adventurer – O Aventureiro
1917 The Immigrant – O Imigrante
1917 The Cure – O Balneário
1917 Easy Street – Rua da Paz
1916 The Rink
1917 Easy Street – Rua da Paz
1916 The Rink
1916 Behind the Screen – Carlitos no Estúdio
1916 The Pawnshop – A Loja de Penhores
1916 The Count
1916 One A.M.
1916 The Vagabond – O Vagabundo
1916 The Fireman – Carlitos Bombeiro
1916 The Floorwalker
1916 Police
1915 Burlesque on Carmen
1915 ANight in the Show
1915 Shanghaied
1915 The Bank
1915 A Woman
1915 Work
1915 His Regeneration
1915 By the Sea
1915 The Tramp
1915 A Jitney Elopement
1915 In the Park
1915 The Champion
1915 A Night Out
1915 His New Job
1914 His Prehistoric Past
1914 Getting Acquainted
1914 Tillie´s Punctured Romance – Carlitos O Inesquecível
1914 His Trysting Place
1914 His Musical Career
1914 Gentlemen of Nerve
1914 Dough and Dynamite
1914 Those Love Pangs1914 The New Janitor
1914 The Rounders
1914 His New Profession
1914 The Masquerader
1914 Recreation
1914 The Face on the Bar Room Floor
1914 The Property Man
1914 Laughing Gas
1914 Mabel’s Married Life1914 Mabel’s Busy Day
1914 The Knockout
1914 Her Friend the Bandit
1914 The Fatal Mallet
1914 A Busy Day
1914 Caught in the Rain
1914 Caught in a Cabaret
1914 Twenty Minutes of Love
1914 Mabel at the Wheel
1914 The Star Boarder
1914 Cruel, Cruel Love
1914 His Favorite Pastime
1914 Tango Tangles
1914 A Film Johnnie
1914 Between Showers
1914 A Thief Catcher
1914 Carlitos no Hotel
1914 Carlitos Repórter
1914 Kid Auto Races at Venice

Pensamentos e Frases de Charles Chaplin

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. (Pensamentos e Frases de Charles Chaplin)

Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror. (Pensamentos e Frases de Charles Chaplin)

Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação. (Pensamentos e Frases de Charles Chaplin)

A vida é maravilhosa se não se tem medo dela. (Pensamentos e Frases de Charles Chaplin)

Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades, lembrai-vos de que as grandes coisas do homem foram conquistadas do que parecia impossível. (Pensamentos e Frases de Charles Chaplin)

Curiosidades sobre Charles Chaplin

  • Tinha olhos azuis apesar de todos na época pensarem serem castanhos devido ao cinema preto e branco.
  • Chaplin era canhoto, mas escrevia com a mão direita.
  • Sofria de asma.
    Chegou a experimentar drogas com uma namorada, mas rejeitou achando nojento.Stan Laurel , o magro da dupla O Gordo e o Magro, dividia um quarto de pensão com Chaplin onde era proibido cozinhar. Conta-se que Chaplin tocando violino para distrair as pessoas enquanto o amigo cozinhava em segredo.
  • Foi o primeiro ator a aparecer na capa da revista Time de Julho de 1925.
  • A amizade entre Chaplin e seu tutor, o ator Roscoe Arbuckle, era realmente notável. Quando Arbuckle ficou incapaz de encontrar trabalho após ser injustamente acusado de estuprar a atriz Virginia Rappe; Chaplin passou a sustentar o amigo.
  • Dizem que Adolf Hitler teria adotado aquele “bigodinho ridículo” na esperança de conquistar a mesma simpatia popular de “Carlitos”.
  • A atriz Oona Castilla Chaplin, neta de Chaplin, interpreta a personagem Talisa Maegyr na série “Game of Thrones”.

Check Also

Candido-Portinari

Biografia de Portinari – Vida e Obra

Confira a biografia completa de Portinari, tudo sobre sua vida e a lista completa de ...

One comment

  1. Luiz Carlos Casante

    Excelente conteúdo, fica aqui registrado meus agredecimentos pela oportunidade de ler esse artigo. Att Luiz Carlos Casante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *