Home > Biografias > Biografia de Ayrton Senna – Vida e Conquistas

Biografia de Ayrton Senna – Vida e Conquistas

Confira a biografia completa de Ayrton Senna, tudo sobre sua vida, vídeos , conquistas e frases do eterno ídolo do automobilismo mundial. Ayrton Senna da Silva nasceu em Santana, tradicional bairro da capital de São Paulo, no dia 21 de março de 1960. Incentivado pelo pai, o empresário Milton Guirado da Silva, Ayrton sempre foi um amante do automobilismo, recebendo seu primeiro kart – construído pelo próprio Milton – com apenas 4 anos de idade. Aos 9 anos, o pequeno Ayrton já dirigia jipes pelas precárias estradas dentro das propriedades rurais do pai.

 Senna entrou nas competições oficiais aos 13 anos. Antes dos 20, já havia ganhado o Campeonato Sul-Americano de Kart e 3 campeonatos brasileiros. Não havia conseguido ganhar o Mundial nem o campeonato Paulista, o que lhe causava uma enorme frustração – para o piloto, era o primeiro lugar ou nada.

Ayrton competiu pela primeira vez na Europa em 1981, quando ganhou o campeonato inglês de Fórmula Ford 1600, com 12 vitórias em 20 corridas. Em 1982, foi campeão europeu e britânico de Fórmula Ford 2000, com 22 vitórias em 27 corridas; a fama de Senna começava a correr o mundo tão rápido quanto as velocidades que atingia nas pistas de corrida – quando venceu o Grande Prêmio de Macau em Silverstone, a imprensa britânica chamou o circuito de “Silvastone“, em homenagem à Senna (da Silva).

Tantas vitórias atraíram a atenção de diversas equipes da Formula 1 – grandes nomes, como McLaren e Williams queriam o piloto em seus carros. Senna acabou se juntando à Toleman, conquistando sua primeira vitória no Grande Prêmio em Kyalami, na África do Sul – mas foi em 1984, durante sua impressionante performance durante o Grande Prêmio de Mônaco (que poderia ter ganhado, não fosse o cancelamento da prova em virtude da chuva), que Senna conquistou o posto de fenômeno nas corridas automobilísticas. Sua ascensão rápida, com sucessivas vitórias, possibilitou à Senna competir por diversas equipes – como a Lotus, em 1985, quando ganhou seu primeiro mundial na Formula 1 no GP de Portugal, mesmo largando na pole position sob intensa chuva, sendo chamado pouco mais tarde de “rei da pole position“. Porém, a baixa qualidade dos carros da equipe em relação à McLaren e Williams ainda prejudicava muito o piloto, mesmo depois da troca dos motores.

Assim, em 1988, Senna saiu da Lotus e entrou para a McLaren-Honda. Na época Senna tinha um grande rival, Alain Prost, que já pilotava pela equipe desde o começo da década de 80 – a rixa entre os dois se intensificou muito após a entrada de Senna na McLaren, resultando em vários acidentes na pista e uma grande guerra psicológica com medições de força. Ainda assim, a dupla venceu 15 das 16 corridas disputadas, dando a McLaren predomínio quase total nos pódios.

Ayrton Senna
Biografia de Ayrton Senna

Em 1989, durante o GP do Japão, Prost e Senna colidiram e foram pra fora da pista. Senna conseguiu voltar à pista e chegar em primeiro lugar, mas foi penalizado e teve sua licença de piloto de F1 suspensa por ter removido uma peça depois da colisão com Prost – o que gerou uma enorme discussão com a FIA e seu presidente na época, Jean-Marie Balestre.

Em 1992, durante o GP da França, Senna foi atingido por um jovem Michael Schumacher; sem condições de sair do lugar, o piloto abandonou a corrida e esperou até a segunda largada para falar com o alemão antes de falar com a imprensa. O alemão, ocupado com os preparativos da segunda largada, se recusou a falar com Ayrton – o brasileiro então pulou a mureta e foi embora, sem dar explicações à imprensa. Nesse mesmo ano, durante o GP da Bélgica, Senna abandonou a corrida ao ver o piloto Érik Comas desmaiado após perder o controle e bater seu carro. Senna saiu de seu carro e segurou a cabeça do piloto inconsciente até a chegada da equipe médica. Érik mais tarde diria que Senna salvou sua vida, já que, enquanto o socorria, desligou seu carro, que poderia ter explodido devido a um vazamento de combustível do motor depois do choque.

Indeciso, Senna terminou não sendo contratado por nenhuma equipe em 1993, preferindo assinar apenas por corridas, e não temporadas. Após esse GP, o piloto quebrou o recorde de 6 vitórias em Mônaco, o que lhe rendeu o apelido de “Mister Mônaco“; lá, concluiu definitivamente sua carreira na McLaren, conquistando o 2º lugar na classificação geral.

A morte de Ayrton Senna

O sonho de Senna era competir pela Williams, mas seu nome havia sido vetado por Prost por cláusula. O contrato terminaria em 1994, quando Prost abandonou as corridas – o que, para ele, era melhor do que ter Senna como seu companheiro de equipe. O piloto brasileiro se juntou em 1994, se tornando o favorito para os títulos daquele ano, mas, logo na pré-temporada, Ayrton Senna percebeu que os carros da Williams-Renault, apesar de mais rápidos, eram bem mais difíceis de dirigir. Senna terminou seu começo de temporada com 0 pontos (enquanto o líder Schumacher liderava com 20 pontos).

A próxima corrida era no GP de San Marino, em Ímola. A corrida seria no domingo, e Senna estava particularmente preocupado: primeiro, seu amigo, o piloto brasileiro Rubens Barrichello, se envolveu em um grave acidente – com poucos acidentes, mas sem condições de correr na prova de domingo; Senna se convenceu de que as normas de segurança da pista precisavam ser revisadas. Depois, no sábado, o austríaco Roland Ratzenberger bateu violentamente em uma curva, falecendo minutos depois – a primeira morte de um piloto na pista em 10 anos. Senna foi ao local do acidente para checar as condições da pista, o que lhe rendeu uma advertência da FIA.

Senna passou o fim da manhã de domingo reunido com outros pilotos, com a intenção de recriar a antiga Comissão de Segurança dos Pilotos, decidido a melhorar a segurança da F1. Mesmo assim, todos concordaram em correr. Logo após a terceira melhor volta da corrida, entrou em sua última: na curva Tamburello, a mesma que levou à morte Ratzenberger, Ayrton Senna perdeu o controle do carro, seguindo reto e batendo violentamente contra o muro de concreto. Em um reflexo do dano cerebral, o piloto ainda moveu levemente a cabeça – o que o mundo, que acompanhava em choque pela TV, acreditou ser um sinal de que estava bem. Foi levado para o Hospital Maggiore de Bolonha onde, poucas horas depois, foi declarado morto. No carro havia uma bandeira austríaca, que seria erguida por Ayrton em homenagem a Roland Ratzenberger, caso vencesse a disputa.

No mesmo GP, pneus foram lançados para a arquibancada depois de uma colisão; um piloto se chocou contra mecânicos na saída de um box, ferindo integrantes da equipe da Ferrari e da Lotus; e as comunicações no circuito caíram, fazendo com que um piloto saísse do pit-stop e quase se chocasse contra o helicóptero que levaria Senna ao hospital. O governo brasileiro decretou luto oficial por 3 dias, além de conceder à Ayrton honras de chefe de Estado. Após sua morte, novas normas de segurança foram implementadas para a Formula 1, evitando novas mortes como aquelas daquele trágico fim de semana. Foi o legado que o piloto brasileiro transformado em herói deixou para pilotos de todo o mundo, de todas as gerações.

Frases de Ayrton Senna

O segundo nada mais é do que o primeiro dos perdedores. (Frases de Ayrton Senna)

O medo faz parte da vida da gente. Algumas pessoas não sabem como enfrentá-lo, outras – acho que estou entre elas – aprendem a conviver com ele e o encaram não como uma coisa negativa, mas como um sentimento de autopreservação. (Frases de Ayrton Senna)

No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz. (Frases de Ayrton Senna)

Na adversidade, uns desistem, enquanto outros batem recordes. (Frases de Ayrton Senna)

Vídeos de Ayrton Senna

Especial Ayrton Senna no Esporte espetacular https://www.youtube.com/watch?v=kDZWM_PYdOE

Check Also

Candido-Portinari

Biografia de Portinari – Vida e Obra

Confira a biografia completa de Portinari, tudo sobre sua vida e a lista completa de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *